Queijo mascarpone caseiro no Yogurtnest!

Há anos que não fazia queijo mascarpone e, perguntam vocês, porquê então agora? Primeiro, porque ando a evitar plásticos desnecessários, segundo, porque o sabor de algo caseiro é sempre diferente de algo processado industrialmente. Neste caso, foi preparado na iogurteira sustentável e totalmente portuguesa Yogurnest (já vos falei nela aqui) o que permite que a fermentação ocorra sem recurso a electricidade!

IMG_20191210_114952

Neste caso o queijo mascarpone é fermentado na iogurteira, ficando com um sabor delicioso. Uma conjugação maravilhosa da gordura do leite e natas, o seu sabor e cremosidade, com o sabor característico da fermentação.

800 ml leite gordo (utilizo Nova Açores Gordo)

200 ml natas frescas

2 cápsulas de probióticos * OU 1 iogurte

 

1- Aqueça o leite até aos 90ºC (até que comece a ferver). Desligue a aguarde até que fique à temperatura de 50ºC.

2- Adicione as natas e o probiótico (esvazie as cápsulas e utilize apenas o seu interior), misture bem com uma vara de arames.

3- Verta o preparado em um ou dois frascos grandes de vidro, tape e coloque dentro do Yogurtnest, tapando com a “boina” durante aproximadamente 16 horas. Como está muito frio, a meio desse tempo, coloquei também um frasco com água quente dentro do Yogurtnest para manter a temperatura quente no seu interior. Passado esse tempo coloque no frigorífico por algumas horas antes de prosseguir.

IMG_20191210_115038

4- Coloque o Better Cloth sobre um coador, e este sobre o jarro ou taça funda. Verta o preparado obtido para dentro da rede. Coloque dentro do frigorífico e aguarda que o soro se separe do iogurte (5 horas, no mínimo, ou durante a noite).

IMG_20191207_112916

5- O soro ficará acumulado no fundo da taça ou jarro e o queijo mascarpone dentro do Better Cloth ssobre o coador.

6- Guarde o queijo mascarpone dentro de um frasco e está pronto a utilizar. Como pode existir alguma sepração de fases devido à gordura (BOA!) dos laticínios utilizados, pode primeiro bater o preparado coado obtido com uma varinha mágica ou robô de cozinha e depois sim, colocar dentro do frasco.

IMG_20191210_115057

Pode utilizar em cheesecake, mousse, tiramisu. Pode encontrar imensas receitas com este queijo aqui no blog.

*Probiótico: o probiótico utilizado deve conter pelo menos uma das seguintes estirpes: Lactobacillus bulgaricus, Streprococcus thermophilus, Bifidobacterium lactis ou Lactobacillus acidophilus (utilizei Bio-kult)

Dicas:

  • Pode consumir o soro, utilizar em batidos ou para fazer pão e bolos.

Visite a loja e podem beneficiar de desconto com o código abaixo -> AQUI 

logo_nav copy

Parceiro nesta receita: Yogurtnest

Squeez Papas de aveia enriquecidas

A minha filha mais nova tem estado adoentada e, portanto, preparei umas papas de aveia enriquecidas. E falo-vos hoje desta opção: transportar refeições nos pacotinhos reutilizáveis Squeez. Estes pacotinhos são ótimos para estas situações:

  • ocupam pouco espaço;
  • podem ser facilmente transportados na mala sem risco de verter graças ao duplo fecho;
  • se quiser aquecer o conteúdo, este é fácil de retirar e colocar num prato para aquecer. O pacotinho vazio ocupa pouco espaço e pode voltar a ser colocado na mala ou mochila.

IMG_20191213_111645

Estas papas de aveia ficam ótimas frias, podendo ficar mais ou menos espessas de acordo com o paladar da criança ou bebé. Foram enriquecidas com fruta e ovo, sendo assim uma papa rica em gordura benéfica, boa fonte de proteína saciante e a aveia fornece também hidratos de carbono complexos, com baixo efeito no nível glicémico além dos minerais e vitaminas incluídos nos ingredientes utilizados.

O que precisam (aprox. 4 pacotinhos):

1 maça reineta

1 ovo

1/2 chávena de flocos de aveia

1 1/2 chávenas de água (menos se utilizar flocos de aveia grossos)

Opcional: canela, gengibre, etc.

  1. Leve a clara de ovo, os flocos de aveia e a água ao lume, vá mexendo até que fique com a textura desejada (pode necessitar de mais ou menos água consoante o gosto e os flocos utilizados).
  2. Adicione a maçã sem casca ralada e a gema de ovo, envolva durante uns segundos e desligue.

Para colocar no pacotinho, a papa deve estar completamente fria antes de o introduzir. Depois, deve colocar com uma colher pela base, fechando corretamente o fecho zip depois de terminar.

Relembro do desconto nos pacotinhos reutilizáveis Squeez:

PALEO ARGAS VOUCHER

Parceiro nesta receita: Squeez 

Massa de trigo sarraceno – Vianeza

Como todas as massas desta marca, é feita com ingredientes naturais, sem glúten, de produção sustentável e sem aditivos. Esta massa da Vianeza é uma ótima escolha, é obtida com 100 % farinha de trigo sarraceno.

IMG_20191212_155155

O que é trigo sarraceno?

O trigo sarraceno é na verdade um fruto, tendo o enganador nome “trigo”, mas sem mais nada em comum com este cereal. O trigo sarraceno não tem glúten, tem elevado teor em fibra que em junção com os restantes minerais e antioxidantes, resulta numa massa de sabor rústico e rico e com textura mais crocante. Pessoalmente, acho que tem uma cor linda, resultando lindamente em várias preparações.

Como a preparar?

É importante seguir as instruções presentes em cada embalagem, pois todas estas massas têm tempo de preparação diferente.

Esta massa encaixa especialmente com sabores ricos, como o tomate e a beringela, mas também com a abóbora e espinafres. Experimentem e dê-lhe uma nova vida a cada preparação!

É Primal – Paleo?

De todas estas massas, será provavelmente a que se enquadrará mais numa alimentação Paleo – Primal mais estrita.

Parceiro nesta receita: Vianeza

Gratinado de Massa, brócolos e cenoura

Têm-me pedido sugestões de acompanhamento e esta sugestão de acompanhamento é ótima para incorporar facilmente legumes na alimentação em nossa casa. Gosto particularmente de brócolos, como já devem ter reparado, é um vegetal que agrada a todos aqui em casa, são fáceis de preparar, têm nutrientes interessantes, são, portanto uma aposta segura 🙂

IMG_20191202_125055

Utilizei neste gratinado a Massa da Vianeza de Milho e Arroz, da qual vos falei na semana passada. Uma massa super-aprovada aqui em casa!

Para preparar este acompanhamento é simples:

125 g Massa de Milho e Arroz Vianeza

50 g cenoura cozida

50 g brócolos cozidos

50 g queijo mozzarella ralado

1 colher de sopa manteiga

Sal e pimenta q.b.

  1. Comece por cozer a massa seguindo as instruções da embalagem. É importante respeitar o tempo de cozedura e que a massa seja retirada da água de cozedura de imediato.
  2. Triture os vegetais num puré grosseiro e envolva-os na massa. Adicione a manteiga e o queijo mozzarella. Rectifique os temperos.
  3. Leve ao forno a 200ºC até estar cozido a gosto.

É importante que as crianças (e adultos) saibam apreciar o sabor individual dos vegetais mas, quando tal não acontece ou, simplesmente, porque não apetece comê-los de modo simples, um gratinado com massa é sempre uma ótima opção!

IMG_20191202_124844

Parceiro nesta receita: Vianeza

 

Massa de arroz e milho – Vianeza

Estes são dois ingredientes que estão fora da tradicional alimentação Paleo, ainda que sejam aceites com moderação na corrente Primal. Confesso que não sigo rótulos, ainda que aceite que estes são úteis para encontrarmos rapidamente aquilo com que se identificamos. No entanto, por vezes, os rótulos prendem-nos e sem razão.

IMG_20191202_152135

Faz sentido banir o arroz e milho na Paleo – Primal?

Quando mudei a minha alimentação também retirei o arroz e o milho. Com o tempo e com muitas leituras, percebi que, na verdade, estes não são propriamente desinteressantes, principalmente em crianças ou adultos que não precisem de perder peso.

O arroz é um cereal sem glúten, com poucos anti-nutrientes na versão não-integral, rico em amido resistente. Devemos ter uma preocupação em escolher de boa origem e em evitar o consumo de processados com arroz em elevada quantidade de modo a evitar o elevado teor em arsénico.

O milho tem alguns anti-nutrientes e pode causar alguma inflamação intestinal, deve ser consumido com alguma moderação e deve preferir-se que seja de boa origem, evitando milho de origem transgénica.

O que devemos efetivamente fazer é ouvir o nosso organismo e perceber se reagimos bem a estes alimentos.

Quando retirei o trigo foi complicado encontrar massas sem glúten que agradassem ao paladar das minhas filhas. Efetivamente as massas de arroz e milho são as que têm textura e sabor mais próximo às tradicionais massas de trigo.

E estas massas Vianeza?

Estas massas da Vianeza cumprem requisitos que considero importantes:

  • Produzidas de modo sustentável
  • Sem ingredientes transgénicos
  • Produzidas em meio rural com pouco impacto ambiental

A receita desta semana será com esta massa e é algo que me foi muito pedido: uma receita de acompanhamento.

Parceiro nesta receita: Vianeza

 

 

Squeez kiwi-banana e panquecas de dióspiro e aveia

Adoro o Outono! Já vos disse isto, eu sei, mas é provavelmente a estação com a comida mais apelativa para mim! O cheiro a abóbora, a suculência e sabor dos dióspiros, o calor nas nossas mãos ao descascar as castanhas assadas…enfim, tudo! Na verdade, dispensaria o frio, apenas isso!

IMG_20191204_144915_1

Este lanche é mais uma ótima opção para aproveitar os deliciosos sabores da época. Os pacotinhos reutilizáveis Squeez permitem transportar facilmente o iogurte batido com fruta e são divertidos de consumir!

Para 3 pacotinhos reutilizáveis:

1 kiwi

1 banana madura

1 iogurte natural (150g)

IMG_20191204_144944

  1. Descasque a fruta e corte em pedaços.
  2. Triture com a varinha mágica ou robô de cozinha (eu utilizei a kCook Multi com a maxblade na velocidade 12) e encha o pacotinho. Para encher necessita de colocar a tampa, virar o pacotinho e encher pela base.
  3. Mantenha os pacotinhos no frigorífico por até 24 horas (para melhor sabor e qualidade nutricional). Se for para consumir à tarde, pode juntar um acumulador de frio pequeno para garantir melhor conservação.
  4. Relembro do desconto nos pacotinhos reutilizáveis Squeez:PALEO ARGAS VOUCHER

Para as panquecas precisa de:

1 dióspiro (aprox. 130 g)

1 colher de sopa de farinha de aveia

1 colher de sopa de flocos de aveia

1 ovo

  1. Triture o dióspiro com o ovo e a farinha de aveia num robô de cozinha ou liquidificadora (eu utilizei a kCook Multi com a maxblade na velocidade 12).
  2. Adicione os flocos de aveia e misture.
  3. Pincele a frigideira com azeite. Aqueça-a.
  4. Quando estiver bem quente, coloque colheradas com massa do tamanho que pretender e deixe cozinhar em lume brando, vire apenas quando estiver cozido do primeiro lado.
  5. Repita com o restante preparado.

IMG_20191204_144736

Parceiro nesta receita: Squeez kCook Multi da Kenwood

 

Iogurte grego no Yogurtnest

Já vos falei do Yogurtnest (aqui, para começar) e da razão pela qual voltei a fazer iogurtes em casa após alguns anos de pausa,  como este iogurte grego é simplesmente o melhor que já provei vou voltar a falar-vos desta iogurteira.

IMG_20191128_153352

Durante alguns anos evitei preparar iogurtes em casa, por questão de praticidade e tempo mas também porque existem hoje em dia muitas opções de excelente qualidade em qualquer hipermercado. Mas o plástico estava a incomodar-me. E muito! Vejamos, assumindo que apenas as minhas filhas comem iogurte e sendo que geralmente consomem diariamente isto equivale a 720 embalagens plásticas de iogurte por ano! É um valor absurdamente elevado! Por isso esta iogurteira que é, na verdade, bem mais do que isso, como podem ver no Caril que preparei nela (aqui), me “piscou” os olhinhos assim que a vi.

  • Não gasta electricidade
  • Podemos reutilizar os frascos que tivermos “à mão”
  • Podemos aproveitar o calor para fermentar pão ou para cozinhar!
  • Os iogurtes ficam MARAVILHOSOS!

Vamos então à receita deste iogurte grego Hiper-cremoso (podem ver o vídeo no Instagram!)

img_20191016_184928

1 Litro de leite de vaca gordo

2 colheres de sopa de iogurte (usei também grego)

200 ml natas frescas

 

  1. Aqueça o leite até aos 90ºC (até que comece a ferver). Desligue a aguarde até que fique à temperatura de 50ºC.
  2. Adicione o iogurte e as natas, misture bem com uma vara de arames.
  3. Verta o preparado em um ou dois frascos grandes de vidro, tape e coloque dentro do Yogurtnest, tapando com a “boina” durante aproximadamente 6 horas.
  4. Coloque o Better Cloth sobre o coador, e este sobre o jarro ou taça funda. Verta o iogurte do YogurtNest, frio, para dentro da rede. Coloque dentro do frigorífico e aguarda que o soro se separe do iogurte (2 horas, no mínimo, ou durante a noite).
  5. O soro ficará acumulado no fundo da taça ou jarro e o iogurte grego sobre o coador.

IMG_20191201_182634_016

Dicas:

  • Pode consumir o soro, utilizar em batidos ou para fazer pão e bolos.

Visite a loja e podem beneficiar de desconto com o código abaixo -> AQUI 

logo_nav copy

Parceiro nesta receita: Yogurtnest

 

Massa de Ervilha com Abóbora e Salmão

O Outono pede sabores que nos confortam e nutrem. A massa de ervilha da Vianeza surge como uma ótima opção para acompanhar peixe, além de efetivamente saber a ervilha, visto que a massa não tem aditivos e é preparada unicamente com farinha de ervilha, tem também alto teor em proteína e fibra.

IMG_20191126_124825

A preparação é simples e rápida e a massa de ervilha coze em apenas 4-5 minutos!

Para 2 doses:

50-75 g massa de ervilha crua

100 g abóbora crua

2 filetes de salmão

Sementes de mostarda

Tomilho

Sal marinho e azeite q.b.

  1. Arranje a abóbora e corte em cubos, coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal, regue com azeite e leve ao forno a 200ºC por cerca de 15 minutos.
  2. Tempere o salmão e coloque no tabuleiro com a abóbora. Coza por mais 10 minutos.
  3. Entretanto, coloque um tacho com água ao lume, tempere com sal marinho. Quando ferver, adicione a massa de ervilha e coza por 4-5 minutos. Retire, escorra e reserve.
  4. Sirva a massa acompanhada da abóbora e do salmão.

IMG_20191126_124815

Espero que goste desta sugestão!

Parceiro nesta receita: Vianeza

Squeez de dióspiro e maçã com bolachinhas de laranja

O Natal está a aproximar-se, já nos apetecem sabores natalícios e começa a busca por receitas para preparar nesta época. Confesso que adoro preparar pequenos mimos para as minhas filhas alusivos ao Natal para aumentar a diversão e a antecipação!

Nesta publicação partilho convosco esta receita de bolachinhas de laranja, ótimas para utilizar cortadores natalícios. Ficam lindas para enviar no lanche mas também para oferecer aos familiares ou até professores!

IMG_20191127_081819

Mas antes da receita de bolachinhas, quero partilhar convosco o que está no pacotinho reutilizável Squeez. Já vos disse que de vez em quando gosto de enviar estes pacotinhos e porquê:

  • Podemos enviar fruta que de outro modo seria difícil
  • Aproveitar as delícias da fruta da época
  • Práticos de transportar e consumir
  • Ajudam na conservação
  • Divertidos para as crianças!

Para 4 pacotinhos:

1 copo de água

1 dióspiro (de roer ou de colher)

1 maçã reineta

IMG_20191127_080956

  1. Descasque a fruta e corte em pedaços.
  2. Triture com a varinha mágica ou robô de cozinha (eu utilizei a kCook Multi com a maxblade na velocidade 12) e encha o pacotinho. Para encher necessita de colocar a tampa, virar o pacotinho e encher pela base.

IMG_20191127_081406

3. Mantenha os pacotinhos no frigorífico por até 24 horas (para melhor sabor e qualidade nutricional). Se for para consumir à tarde, pode juntar um acumulador de frio pequeno para garantir melhor conservação.

Relembro do desconto nos pacotinhos reutilizáveis Squeez:

PALEO ARGAS VOUCHER

Para as bolachinhas de laranja (aprox. 30 unidades):

100 g amêndoa moída (ou farinha de arroz)

100 g fubá de mandioca

80 g tâmaras descaroçadas

70 g farinha de trigo sarraceno

20 g farinha de coco

2 ovos

1 colher de café de bicarbonato de sódio

Raspa e sumo de 1 laranja

Gengibre moído q.b.

  1. Misture todos os ingredientes até obter uma massa homogénea (preparei na kCook Multi da Kenwood por 30 segundos na velocidade 6).
  2. Coloque a massa no frigorífico, envolvida em papel vegetal, por cerca de 30 minutos.
  3. Estique a massa entre duas folhas  de papel vegetal (se necessário polvilhe com farinha de trigo sarraceno). Corte com o cortador à escolha e leve a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC por cerca de 10 minutos – atenção para não deixar cozer demais!
  4. Para a escola as bolachinhas foram dentro de um pacotinho reutilizável para Snacks também da  Squeez.

IMG_20191127_075200

Notas:

  • Se a consistência da massa estiver demasiado húmida, adicione um pouco mais de farinha de trigo sarraceno, de modo a que não pegue às mãos e cortador. Se, pelo contrário, estiver demasiado seca, adicione um pouco de bebida vegetal.

IMG_20191127_081905

Parceiro nesta receita: Squeez e kCook Multi da Kenwood

 

 

 

 

 

 

Livro Temperos da Argas vence prémio em Portugal prémio Gourmand nas categorias Blogger e Health & Nutrition

Ontem ao final do dia recebi uma notícia maravilhosa da editora 😍 O meu livro Temperos da Argas venceu o prémio Gourmand em Portugal nas categorias Blogger e Health & Nutrition. 👏
70691703_3561120160580345_7764267055359983616_n copy

O livro, por ter ganhado nestas categorias em Portugal, está selecionado para competir com os vencedores dos outros países nas mesmas categorias para os Gourmand World Cookbook Awards – Best in the World, cujos resultados serão anunciados em 2020.

Encheu-me de alegria, confesso-vos! Há vários anos que diariamente, de diversas maneiras, tendo transmitir conhecimentos que levem a uma alimentação mais saudável em família, ver esse esforço reconhecido é algo que efetivamente me prenche 
Os Gourmand World Cookbook Awards foram criados em 1995 por Edouard Cointreau e  distingue os melhores livros de cozinha e de vinhos, em papel ou digitais, assim como programas televisivos de culinária. Os Gourmand Awards têm sido comparados aos “Óscares” para a alimentação e inspiram-se nos Jogos Olímpicos e no seu espírito.

O prémio é do livro, portanto todos os intervenientes estão de parabéns, nomeadamente toda a equipa de Edições Chá das Cinco (Edições Saída de Emergência) a quem deixo um obrigado, primeiro pelo convite que me fizeram, por terem acreditado em mim e por terem conseguido em equipa passar para o livro aquilo que eu tento transmitir. E claro, à minha família que me apoia sempre nas minhas aventuras 👨‍👩‍👧‍👧👏

Um obrigado a todos os que me apoiam e seguem. Sem vocês nada disto faria sentido 🙏

Parabéns também aos restantes vencedores: https://www.cookbookfair.com/index.php/gourmand-awards/winners-2020/cookbooks-winners-by-countries-gourmand-awards-2020?fbclid=IwAR1cPpDBbQR-JH6j1csgt20OCNxkDaJCC9K-4_FwQXAWf3kacSd_846VtkA