Panquecas de coco com compota de alperce

Esta é a receita de panquecas eleita aqui em casa! Apreciada pelos pais e pelas pequenas, ficam deliciosas simples, com mel, com chocolate ou com esta compota de alperce! São deliciosas e uma excelente opção para os lanches dos pequenos neste regresso às aulas!

A pequena nem resistiu enquanto eu tirava a foto ^_^

a

Receita (5-6 panquecas):

3 ovos
120 ml bebida vegetal (usei leite de arroz da Origens Bio)
1/2 cs sumo limão
1 cs mel (opcional)
1 cs óleo de coco (usei óleo de coco extra virgem Origens Bio)
60 g farinha côco *
65 g polvilho doce
1 cs bicarbonato de sódio

1. Misturar tudo.
2. Untar a frigideira com manteiga ou óleo de côco e deixar aquecer.
3. Colocar uma concha de massa na frigideira, deixar cozer desse lado e só depois virar.

 

20160601_085823

Acompanhámos com a compota de alperce Pur Natur, esta compota não tem adição de açúcar e é deliciosa!!

Já as servi também como bolo de panquecas para o segundo aniversário da filhota mais nova:

13165909_1163060927059178_1355178270471349443_n-1

*Farinha de coco: para uma farinha de coco perfeita, faço em casa de modo muito simples! Coloco coco ralado no forno até tostar ligeiramente, depois deixo arrefecer um pouco e coloco no robot e pulverizo (o Optimum ThermoCook faz um trabalho excelente!).

13709876_1208321802533090_3592236957639264556_n

Espero que gostem!

Anúncios

Bolo de Teff e Cacau – o preferido das filhotas!

Já há algum tempo que tinha curiosidade em experimentar farinha de Teff, finalmente tive a oportunidade de experimentar da marca Ox Nature e gostei muito desta alternativa sem glúten.

É uma ingrediente rico, saciante, de produção ancestral, livre de OGM. O sabor é interessante e gostei particularmente em junção com o cacau em pó, nesta receita também da Ox Nature. 
Esta receita é sem glúten, e é o bolo preferido das minhas filhas, sendo apreciada por todos de casa, podem servir em queques ou bolo, cobrir com ganache ou sem cobertura, é um bolo delicioso! Neste caso utilizei a forma de borboleta d’ A Metalúrgica Bakeware SA, o que as pequenotas adoraram!

O que necessitam:

120 ml mel
120 ml cacau em pó Ox Nature
2 colheres de café de bicarbonato de sódio
240 ml farinha de Teff Ox Nature

240 ml farinha de coco
2 bananas maduras
2 colheres de sopa de óleo de coco Naturgreen
3 ovos

1. Começar por bater os ovos com a banana, o óleo de coco e o mel, no Optimum ThermoCook, bater 15 seg. na vel. 4.

2. Adicionar os restantes ingredientes, e bater apenas até incoporar, no robot, bastam mais uns 15 segundos. 
3. Colocar em forma untada com óleo de coco ou azeite e levar ao forno até ficar cozido (+- 30 minutos).
Cobrir com ganache de chocolate 🙂 
Notas: 
– para fazer a farinha de coco, basta colocar o coco ralado no forno até tostar e depois pulverizar no robot (Optimum ThermoCook 30 seg., vel 9)
– podem utilizar farinha de alfarroba no caso de ser para crianças pequenas.
– podem utilizar açúcar de coco em vez de mel, nesse caso devem colocar um pouco mais pois tem menor poder adoçante. 
Espero que gostem! 

Omelete com mozzarella e espinafres

Por vezes apetece algo mais rápido de preparar e ficamos sem ideias do que fazer e uma omelete faz uma refeição tão boa! Gosto de saltear uns legumes, queijo abundante e acompanhar com salada. Esta estava perfeita!

1 cenoura bio
1 punhado de espinagres
Meia cebola
Sal e pimenta q.b.
Azeite virgem extra
2 ovos caseiros de preferência
Sal e pimenta q.b.
Queijo Mozzarella Gran Tradizione da Galbani

1. A preparação é muito simples, primeiro salteei a cebola em azeite até ficar translúcida.
2. Adicionei a cenoura ralada e os espinafres, salteei até ficarem cozinhados.
3. Adicionei os ovos batidos, temperei com sal e pimenta e coloquei 3 rodelas de mozzarella. Deixei cozinhar em lume brando até ficar cozinhado desse lado, depois virei com cuidado e deixei terminar de cozinhar. 
4. Simples assim, depois acompanhei com uma salada de tomate. 
Tomate 
Sal e pimenta q.b.
Azeite virgem extra
Cortei o tomate utilizando a placa de lâminas grossas da mandolina Borner, depois temperei.
Servi tudo decorado com manjericão! Assim se come em Paleo 🙂 Espero que gostem! 

[Paleo] Bolo de amêndoa com ovos moles

Em dia de jogo de Portugal, aderi novamente ao desafio lançado pela Redmond e fiz uma receita bem portuguesa na minha minha Multicooker Remond modelo RMC-PM4506E, claro que podem cozer no forno, mas eu gosto muito da eficiência da multicooker, em 25 minutos o bolo estava cozido sem necessidade de pré-aquecimento.

 

Claro que a receita é Paleo, o bolo é fofo e pouco doce, perfeito para regar com os ovos moles bem doces. Para a próxima farei os ovos moles com leite de côco, penso que ficarão mais ao meu gosto.

Para o bolo:

3 claras de ovo
2 ovos
120 g amêndoa sem pele
2 colheres de sopa de mel (podem colocar mais se preferirem mais doce)
Raspa 1 laranja
1/2 colher de café bicarbonato de sódio
pitada sal marinho

1. Começar por passar a amêndoa a farinha. Utilizei o robot Optimum Thermocook que tem uma lâmina com muita potência, coloquei 30 seg. na velocidade 9. Reservar.
2. Com o acessório para bater, colocar as claras e o ovo e bater até ficar uma mistura esbranquiçada e em espuma (6 minutos a 35 graus, vel. 4.).
3. Adicionar os restantes ingredientes e bater até incorporar ( 30 seg., vel. 5).
5. Untar a taça da multicooker, colocar a massa na taça e programar 25 minutos no programa Bake.

Para os ovos moles:

3 gemas de ovo
80 g mel
50 g água

1. Levara água e o mel ao lume até formar uma calda.
2. Retirar um pouco da calda, misturar com as gemas e voltar a adicionar. Deixar ferver um pouco. Arrefecer.

Colocar no momento de servir. Espero que gostem!

Acompanhem o instagram da Redmond aqui: Link

E o site, aqui, com promoções e ofertas frequentes: Link

[Galbani] Mousse de mascarpone sem açúcar refinado

Recebi o convite de realizar uma parceria com a Galbani, e que enorme prazer! É uma marca que adoro e sempre que  possível adquiro. Já algumas vezes a mencionei no blog e página de facebook pois os seus produtos têm garantia de qualidade. Infelizmente aqui no concelho é difícil de encontrar, mas isso não será problema em grande parte de Portugal 🙂

Hoje trago-vos a minha mousse de mascarpone, receita maravilhosa e inabalável do top de receitas mais pedidas pelos familiares, que adequei à alimentação paleo sem problemas, e é essa versão que aqui vos trago hoje.

Fiz no Optimum ThermoCook (Bimby ou Yammi será igual):

125 g chocolate 85 % cacau
4 ovos
3 colheres de sopa de açúcar de coco (se necessário, adicionar mais)*
100 g de mascarpone Galbani
125 g iogurte grego

1. Colocar o chocolate no copo e pressionar a tecla turbo várias vezes até pulverizar o chocolate.
2. Adicionar as gemas e o açúcar de coco e seleccionar 4 min., 70ºC, vel.1.
3. Adicionar o mascarpone e o iogurte grego e seleccionar 15 seg., vel 4.
4. Entretanto bater as claras em castelo.
5. Incorporar as claras. Levar ao frigorífico algumas horas antes de servir.

* em alternativa podem substituir por mel em igual quantidade.
Para cobrir a mousse:
200 g natas frescas
3-4 colheres de sopa de açúcar de coco (a gosto)
cacau em pó
grãos de cacau picados (de Planeta Huerto)
1. Bater as natas com o açúcar de coco até ficarem firmes. Com um saco pasteleiro, colocar sobre e mousse.
2. Polvilhar cacau em pó e colocar uns pedaços de grãos de cacau picados.
Experimentem esta mousse, perfeita, perfeita!

Smoothie de meloa e laranja Detox

Há dias apeteceu-me uma bebida refrescante, lembrei-me de usar este preparado Rise and Detox Origens Bio.

O preparado tem sementes de linhaça moídas biológica, pó de erva de trigo biológica, sementes de cânhamo moídas biológicas e pó de spirulina Biológica, com propriedades desintoxicantes e alcalinizantes.

Como fiz:

1 fatia de uma meloa fresca
Meia laranja
Uma colher de café do preparado Rise Detox Origens Bio

1. Retirar a casca e o máximo possível da parte branca da laranja. Colocar a laranja limpa, meloa e a colher de café do preparado no robot (fiz no Optimum ThermoCook da Froothie – vel. 10) e triturar até ficar com a consistência desejada. Se o entenderem podem adicionar água.

Experimentem!

Granola sem cereais e adoçada naturalmente

Como é? Adoçada naturalmente? Sim, aliás, mais ou menos 🙂 Para fazer esta granola fiz um “mel de tâmaras” e foi o que utilizei para a adoçar. A escolha do açúcar que utilizamos na nossa alimentação não é uma escolha fácil, mas sim individual. Eu opto por variar, sendo que por vezes utilizo mel, outras vezes açúcar de coco e outras vezes tâmaras ou outra fruta. Depende do objectivo.

Vamos começar pelo mel de tâmaras:

1 chávena tâmaras sem caroço (uso das do Lidl – bom preço, sem aditivos e sem caroço)
1 chávena água
1 colher sopa sumo limão

Deixar as tâmaras a demolhar na água durante a noite, colocar tudo no robot e triturar até ficar em creme homogéneo. Guardar em recipiente fechado, pode conservar-se até 2 meses.

Necessitam:

2 chávenas mistura frutos secos a gosto
1 chávena sementes de abóbora
1/2 chávena sementes de girassol
1/2 chávena de coco ralado
1 clara de ovo
2 colheres de sopa de água
3 colheres de sopa de óleo de coco (usei Naturgreen – óleo de coco extra-virgem de PlanetaHuerto.pt)
1/3 chávena mel de tâmaras
Raspas de coco seco (Do site PlanetaHuerto.pt – percam-se que vale a pena!)
Canela a gosto
Sal marinho moído – pitada

1. Ligar o forno a 170ºC.
2. No robot triturar ligeiramente os frutos secos, ou em alternativa picar com uma faca.
3. Bater a clara com a água até ficar ligeiramente em espuma.
4. Misturar todos os ingredientes, excepto as raspas de coco, e colocar no forno e cozer até ficar dourado (aprox. 30 minutos), mexendo a cada 10 minutos.
5. Adicionar as raspas de coco.

Conserva-se várias semanas em recipiente fechado, podem congelar. É deliciosa!

Espero que gostem!

Como fazer o melhor ovo frito?

Adoro ovos! E adoro aquela gema ali a escorrer, com a clara bem cozida sem estar requeimada! Quem não gosta?! E mais, mesmo quem gosta da gema mais cozida, certamente que não gosta da clara requeimada, não é verdade?

Vou então explicar como faço. Precisam de ovos, de preferência de galinhas de solo, criadas de modo consciente e naturalmente ricos em ómega3! Necessitam de uma frigideira (eu uso a minha wok), tampa e tempero a gosto. Apenas isso!

1. Colocar um pouco de óleo de coco, azeite ou até água na frigideira e deixar aquecer (aprox. 1 colher de sobremesa). Se assim entenderem podem retirar o excesso com papel absorvente, de modo a que apenas fique lubricado.
2. Abrir o ovo e deixar cozer um pouco em lume brando (aprox. 1 minuto – 1 minuto e meio). Aproveitar esse momento para temperar. (Se quiserem a gema mais cozida, neste ponto coloquem o bico no mínimo e deixem cozinhar por uns 4-5 minutos).
3. Tapar, esperar uns 10 segundos e desligar o bico. Deixar repousar uns minutos (3-4) e deverá estar perfeito!

Pode ser necessário re-ajustar os tempos com as vossas frigideiras, a fonte de calor utilizada, a gordura e até o tamanho e composição do ovo, mas os tempos andarão à volta disto.

Experimentem!

 

Cabaz Origens Bio

A empresa Origens Bio é uma empresa com produtos de reconhecida qualidade e em constante inovação.

Óleo de Coco Extra Virgem e Leite de Coco

Recentemente foram lançados o Óleo de coco extra virgem e o Leite de coco normal e light, todos de excelente qualidade! Experimentem e comprovem!

Massas sem glúten – lentilhas vermelhas, grão de bico e trigo sarraceno

Estas massas parecem-me perfeitas! sem glúten, apenas os ingredientes base (massa de sarraceno é com sarraceno, a de grão de bico apenas com grão de bico e a de lentilhas vermelhas apenas com as ditas) e todas de origem biológica!

Rise and Detox

É uma mistura de pó e cânhamo, pó de erva de cevada, pó de erva de trigo  e spirulina. Super-alimentos ricos em nutrientes interessantes com propriedades desintoxicantes e alcalinizantes. Já partilhei no facebook a minha experiência e adorei o sabor!

Compota de alperce

Sem açúcar! Apenas com alperces bio, sumo de uva concentrado, pectina e ácido cítrico. Delicioso!!

Bebida de arroz

Nas bebidas vegetais normalmente encontradas em hipers de marcas conhecidas abundam os ingredientes estranhos e os açúcares, a bebida de arroz comercializada por Origens Bio é apenas composta por água, arroz BIO e sal marinho.

Espreitem a página e o site, e procurem os seus produtos! Em breve darei sugestões de utilização!

Pizza com base de batata-doce

Um dia farei um post sobre o trigo. Para já apenas vos digo, que há bem poucos meses eu defendia que o glúten era uma proteína inofensiva para quem não era intolerante. Mal sabia eu! Leituras e mais leituras (o meu vício) mais tarde, em que relacionavam o glúten com a tiroidite de Hashimoto (minha companheira de horas vagas e não só), finalmente decidi fazer o teste. Os efeitos não se fizeram esperar, voltei a tentar introduzir por 2x e foi o suficiente para que ele saísse da minha vida! Eu que adorava massas e pão e os bolos! E como faço agora? Faço o mesmo! O bem que me sinto desde que o deixei de consumir não me deixa saudades nenhumas desses produtos! Se vos posso aconselhar, experimentem! 🙂

Já fiz várias massas de pizza Paleo, sem cereais. Esta base foi uma das que mais gostámos! Claro, não é bem uma pizza…mas é boa, e no fim, isso é que conta!

A mandolina Borner é uma ajuda preciosa. Sim, claro que também o faríamos à mão, é certo, mas poupa-se tempo, fica mais certinho e mais fino! Sou fã!

Batata-doce
Polpa de tomate
Queijo ralado
Espargos verdes
Cogumelos frescos
Orégãos secos
Sal marinho
Azeite q.b.

1. Começar por descascar a batata-doce e cortar depois com a placa de rodelas grossas. Dispôr no fundo de uma forma redonda (eu forrei com papel vegetal). Regar com azeite e levar ao forno a 225ºC até estarem cozidas mas não tostadas.

2. Dar uma escaldadela nos espargos. Escorrer e reservar.
3. Cortar os cogumelos com a placa de rodelas finas.

4. Colocar os ingredientes sobre as batatas, primeiro a polpa e depois os restantes ingredientes. Se necessário regar com azeite, temperar com sal marinho e polvilhar orégãos secos. Levar novamente ao forno até estar a gosto.

Espero que gostem!