Massa à carbonara

Já vos disse que rumo quase sempre a Itália quando penso em pratos de massa. Ainda que as massas da Vianeza sejam bem portuguesas! 

IMG_20191227_125829

Hoje partilho esta receita de massa à carbonara, preparada com as deliciosas espirais de Massa com Fibra de Bambu da Vianeza (da qual já vos falei no seguinte link). Estas espirais envolvidas no molho da massa à carbonara fica realmente delicioso! 

Para 2 pessoas: 

150 g massa com fibra de bambu

100 g bacon

450 g queijo parmesão (ou outro a gosto) 

2 gemas de ovo

1 dente de alho

Sal e pimenta q.b.

Queijo parmesão para servir 

  1. Coza a massa seguindo as instruções da embalagem em água temperada com sal marinho. 
  2. Corte o bacon em tiras pequenas e salteie numa frigideira. Quando este começar a soltar gordura, adicione o dente de alho esmagado. Envolve a cozinhe até que o bacon comece a ficar crocante. 
  3. Numa taça bata as gemas de ovo com o queijo ralado, sal e pimenta e um pouco da água de cozedura da massa. 
  4. Adicione a massa escorrida à frigideira. Retire a frigideira do lume e envolva o preparado das gemas. Pode adicionar um pouco mais da água da cozedura da massa de modo a obter um molho cremoso e saboroso sem deixar que os ovos cozinhem demasiado e fiquem “mexidos”. 
  5. Sirva com queijo ralado. 

Espantoso, não acham? 

Parceiro nesta receita: Vianeza

Massa com fibra de bambu

Nesta publicação destaco a massa com fibra de bambu da Vianeza. É uma massa com sabor e textura próximos da massa de trigo tradicional, o que é sempre importante, quando pretendemos oferecer estes alimentos às nossas crianças. 

IMG_20191227_123935

É uma massa com formato em espiral, o que é particularmente interessante para utilizar em receitas com molho. Apesar de ter um alto teor em fibra insolúvel, esse facto não afeta negativamente a palatabilidade da massa. Esta fibra contribui também para as características antibacterianas, antioxidantes e mineralizantes desta massa. Só pontos positivos, não é verdade? 😉 

Nunca é demais destacar que as massas Vianeza agradam-me pois: 

  • Sem Organismos Geneticamente Modificados 
  • Produzidas de modo sustentável
  • Preocupação pelo ambiente

Além do mais importante: foram todas aprovadas pelas minhas filhas! Nunca esquecendo que são um espanto em sabor!

Parceiro nesta receita: Vianeza

 

Massa com Trufa

Hoje falo-vos desta variedade de massa da Vianeza. Apesar de designação “massa com trufa” é, na verdade, uma massa de milho, arroz e preparado de trufa. 

Como todas as massas da Vianeza de que vos tenho vindo a falar, é uma massa sem glúten, certificada pela Associação Portuguesa de Celíacos. 

IMG_20191227_123712

O formato da massa em rolitos é bonito, resultando em pratos particularmente apelativos e sofisticados. E o sabor é delicioso! 

Devido à presença do ingrediente que a caracteriza – a trufa – é a variedade mais cara e, por tal, não se pode utilizar com a frequência que gostaríamos, no entanto, relembro que nesta alimentação a massa é um miminho esporádico pela elevada quantidade de hidratos de carbono. Para essas situações o melhor é escolher massas com bons ingredientes. 

As da Vianeza agradam-me por isso: 

  • Sem Organismos Geneticamente Modificados 
  • Produzidas de modo sustentável
  • Preocupação pelo ambiente

Além do mais importante: foram todas aprovadas pelas minhas filhas! Nunca esquecendo que são um espanto em sabor! 

Parceiro nesta receita: Vianeza

Massa de trigo sarraceno com abóbora e espinafres

A massa de trigo sarraceno Vianeza  (da qual vos falei aqui)  tem um sabor e textura rústica, o que me agrada bastante e que encaixa perfeitamente com o sabor da abóbora!

IMG_20191213_125059

A sugestão que vos trago pode servir de refeição ou de acompanhamento.

Para 2 pessoas:

100 g massa de trigo sarraceno

200 g abóbora manteiga

100 g espinafres frescos

2 ovos

1 queijo fresco de cabra pequeno

1 colher de sopa de manteiga

1 colher de sopa de azeite

1 dente de alho

1 colher de sobremesa de sementes de mostarda

Sal e pimenta q.b.

1 colher de sobremesa de vinagre de sidra

  1. Descasque o alho e coloque-o laminado numa frigideira com azeite. Salteie até o alho começar a dourar.
  2. Adicione a abóbora descascada e cortada em cubos. Salteie, envolva. Adicione um pouco de água (aproximadamente meio copo) para que a abóbora coza até que a água evapore e que a abóbora esteja bem cozida.
  3. Entretanto coloque a água para a massa a ferver num tacho e tempere com sal. Assim que estiver a ferver, adicione a massa e siga as instruções da embalagem. Escorra e reserve.
  4. Adicione a abóbora, os espinafres arranjados e as sementes de mostarda, envolva, tempere com sal e pimenta e salteie a gosto. Envolva a massa neste preparado.
  5. Coloque o tacho com água e sal ao lume. Junte um pouco de vinagre e quando levantar fervura misture a água de modo a fazer uma espiral e coloque o ovo aberto no meio dessa espiral. Deixe cozinhar cerca de 3 minutos. Retire e escorra o excesso de água.
  6. Sirva a massa com o ovo e o queijo de cabra em cubos.

IMG_20191213_125054

Espero que goste!

Parceiro nesta receita: Vianeza

Massa de arroz e milho – Vianeza

Estes são dois ingredientes que estão fora da tradicional alimentação Paleo, ainda que sejam aceites com moderação na corrente Primal. Confesso que não sigo rótulos, ainda que aceite que estes são úteis para encontrarmos rapidamente aquilo com que se identificamos. No entanto, por vezes, os rótulos prendem-nos e sem razão.

IMG_20191202_152135

Faz sentido banir o arroz e milho na Paleo – Primal?

Quando mudei a minha alimentação também retirei o arroz e o milho. Com o tempo e com muitas leituras, percebi que, na verdade, estes não são propriamente desinteressantes, principalmente em crianças ou adultos que não precisem de perder peso.

O arroz é um cereal sem glúten, com poucos anti-nutrientes na versão não-integral, rico em amido resistente. Devemos ter uma preocupação em escolher de boa origem e em evitar o consumo de processados com arroz em elevada quantidade de modo a evitar o elevado teor em arsénico.

O milho tem alguns anti-nutrientes e pode causar alguma inflamação intestinal, deve ser consumido com alguma moderação e deve preferir-se que seja de boa origem, evitando milho de origem transgénica.

O que devemos efetivamente fazer é ouvir o nosso organismo e perceber se reagimos bem a estes alimentos.

Quando retirei o trigo foi complicado encontrar massas sem glúten que agradassem ao paladar das minhas filhas. Efetivamente as massas de arroz e milho são as que têm textura e sabor mais próximo às tradicionais massas de trigo.

E estas massas Vianeza?

Estas massas da Vianeza cumprem requisitos que considero importantes:

  • Produzidas de modo sustentável
  • Sem ingredientes transgénicos
  • Produzidas em meio rural com pouco impacto ambiental

A receita desta semana será com esta massa e é algo que me foi muito pedido: uma receita de acompanhamento.

Parceiro nesta receita: Vianeza

 

 

Massa de Ervilha com Abóbora e Salmão

O Outono pede sabores que nos confortam e nutrem. A massa de ervilha da Vianeza surge como uma ótima opção para acompanhar peixe, além de efetivamente saber a ervilha, visto que a massa não tem aditivos e é preparada unicamente com farinha de ervilha, tem também alto teor em proteína e fibra.

IMG_20191126_124825

A preparação é simples e rápida e a massa de ervilha coze em apenas 4-5 minutos!

Para 2 doses:

50-75 g massa de ervilha crua

100 g abóbora crua

2 filetes de salmão

Sementes de mostarda

Tomilho

Sal marinho e azeite q.b.

  1. Arranje a abóbora e corte em cubos, coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal, regue com azeite e leve ao forno a 200ºC por cerca de 15 minutos.
  2. Tempere o salmão e coloque no tabuleiro com a abóbora. Coza por mais 10 minutos.
  3. Entretanto, coloque um tacho com água ao lume, tempere com sal marinho. Quando ferver, adicione a massa de ervilha e coza por 4-5 minutos. Retire, escorra e reserve.
  4. Sirva a massa acompanhada da abóbora e do salmão.

IMG_20191126_124815

Espero que goste desta sugestão!

Parceiro nesta receita: Vianeza

Esparregado de brócolos e massa com trufa

Ainda que goste bastante de refogados, o certo é que prefiro que a carne seja preparada do modo mais simples possível: selada numa frigideira com um pouco de boa gordura ou grelhada e depois finalizada também com boa gordura.  Sim, a boa gordura nunca falta e já lá vão mais de 20 kg perdidos, fora a saúde que se ganhou!

IMG_20191121_121619

Para acompanhar a carne preparada de modo tão simples, gosto de servir um acompanhamento mais completo. Este que vos trago é muito simples de preparar (e podem usar sobras de legumes e de massa cozida que estejam no frigorífico), mas este tem algo especial. É especial, pois foi a estreia aqui em casa da massa com trufa da Vianeza. Foi a última que experimentámos, simplesmente porque assim que a vi, pensei que encaixaria perfeitamente com carne de vaca e, de facto, não me enganei! No entanto, acredito que resulte maravilhosamente noutras receitas e já tenho a cabeça a trabalhar nesse sentido!

IMG_20191121_121529

É uma massa com um formato bonito, coze mais rapidamente do que as tradicionais (7 a 8 minutos) e o toque da trufa torna-a mais interessante ao paladar. Já o acompanhamento prepara-se mais rapidamente do que o tempo que estou a demorar a descrevê-lo!

Para 4 pessoas:

100 g massa

400 g brócolos

2 colheres de sopa de azeite virgem extra

2 dentes de alho

Sal e pimenta q.b.

Opcional: 100 g natas frescas

  1. Comece por cozer a massa por 7 a 8 minutos em água temperada com sal. Retire e escorra (pode reservar um pouco do líquido da cozedura).
  2. Na mesma água coza os brócolos por cerca de 8 minutos. Escorra os brócolos e esmague-os (utilizei para tal uma vara de arames).
  3. Numa frigideira salteie o alho picado em azeite, até começar a dourar. Adicione os brócolos e a massa e envolva-os. Pode adicionar as natas ou apenas um pouco da água da cozedura da massa reservada previamente. Retifique os temperos e sirva de imediato.

Delicioso, não acham?

IMG_20191121_121604

Parceiro nesta receita: Vianeza

Massa gratinada com carne e vegetais

Como dar nova vida a sobras de carne? Este é um desafio com o qual me deparo com alguma frequência. Partilho convosco uma ótima solução: uma refeição rica nutricionalmente, deliciosa e rápida de preparar. Já vos disse que aqui por casa, este é o tipo de refeições que procuro!

IMG_20191118_184725

Para este prato utilizei a massa da Vianeza com fibra de bambu da qual já vos tinha falado anteriormente (aqui e aqui). Esta massa tem uma cor, textura e sabor muito semelhante à massa tradicional e até agora foi a preferida pelas minhas miúdas (ainda que tenham aprovado todas!).

300 g brócolos

250 ml caldo de carne caseiro

200 ml leite de coco

200 g sobras de carne de vaca assada

100 g massa crua

100 g batata doce

50 g queijo mozzarella ralado

1-2 cenouras

Sal e pimenta q.b.

  1. Arranje e escalde a batata e os vegetais em água temperada com sal. Estes não devem cozer demasiado pois terminarão de cozer no forno. Escorra e reserve.
  2. Coza a massa na água utilizada anteriormente por cerca de 8 minutos. Escorra e reserve.
  3. Coloque numa travessa a carne cortada em pedaços pequenos, os vegetais e a massa e envolva-os no caldo de carne, no leite de coco e tempere. Cubra com queijo mozzarella ralado.
  4. Leve a forno pré-aquecido a 180ºC até estar dourado (cerca de 15-20 minutos).

IMG_20191118_174026

Espero que goste!

IMG_20191118_185017

Parceiro nesta receita: Vianeza

 

Salteado de peru, bróculos e massa de amaranto, teff e quinoa

Gosto de refeições saborosas, ricas nutricionalmente mas, não menos importante, rápidas de preparar. As horas do dia não chegam para tudo o que há para fazer e o momento de preparar o jantar exige sugestões que não nos ocupem demasiado tempo. Esta refeição é isto tudo!

IMG_20191111_184401

As Massas Vianeza são uma opção rápida para acompanhamento e todas têm agradado aqui em casa. As minhas filhas são fãs! Acredito que para quem está habituado às massas de trigo, algumas destas variedades possam ter sabor e textura diferentes, a de Amaranto, Teff & Quinoa assim como a de Fibra de Bambu na minha opinião são das que agradarão mais facilmente numa fase inicial. Experimentem, pois valem mesmo a pena!

São massas isentas de glúten, sem aditivos, com produtos de origem sustentável e sem transgénicos.

IMG_20191111_184410

Para 4 pessoas:

100-200 g brócolos

150 g massa de Amaranto, Teff & Quinoa

4 bifes de peru

4 cogumelos frescos

1 cenoura ralada

1 dente de alho

1 colher de sopa de polpa de tomate

1 colher de sobremesa de massa de pimentão

Azeite virgem extra

Sal marinho e pimenta q.b.

  1. Coza a massa em água a ferver temperada com sal por cerca de 8 minutos. Escorra e reserve a massa e, à parte, um pouco da água da cozedura.
  2. Coza os brócolos por cerca de 5 minutos em água a ferver temperada com sal. Escorra e reserve.
  3. Na Wok, salteie o alho picado em azeite. Adicione os cogumelos lavados e laminados e a carne cortada em tiras e salteie até que esta mude de cor.
  4. Adicione a cenoura ralada, a polpa de tomate, massa de pimentão e a massa escorrida e um pouco da água de cozedura da massa reservada anteriormente. Envolva e retifique os temperos.
  5. Salteie por mais uns minutos até que tudo esteja cozido e o molho reduzido a gosto.

Sirva com salsa picada.

IMG_20191111_184356

Espero que goste desta sugestão de refeição rápida.

 

Parceiro nesta receita: Massas Vianeza

 

 

Caldo quente com massa de trigo sarraceno

A nossa tradicional canja é na verdade um poderoso caldo de ossos tão “na moda” na alimentação Paleo e Primal. O caldo de ossos é para os Paleo o que a fita-cola é para a pessoa comum. É um alimento maravilhoso com inúmeros benefícios para o organismo, sendo conhecido em inúmeras culturas como o líquido de proporciona vida. Além de beneficiar das suas propriedades (redução da celulite, melhoria da elasticidade da pele, protecção de processos oxidativos, redução da inflamação intestinal, melhoria da saúde mental e do sono), é também importante evitar o desperdício. 

Para preparar canja podemos seguir o método tradicional, utilizando arroz. No entanto podemos também utilizar com sementes de trigo-sarraceno, de quinoa, ou de millet ou uma massa sem glúten à escolha que foi o que fiz nesta receita. Enriqueci ainda a canja com legumes.

IMG_20191105_154259_MP.jpg

A massa utilizada é a massa de trigo sarraceno da Vianeza. A massa tem 100 % trigo sarraceno e, portanto, tem uma cor característica que poderá causar estranheza em algumas pessoas, mas de sabor e textura é muito interessante.

Ingredientes (4 pessoas):

1/4 frango ou galinha caseira ou do campo (com as suas vísceras)

1⁄2 cebola

1 dente de alho

Legumes a gosto (pak choi, cenoura e chuchu, no meu caso) 

Massa de trigo sarraceno (aproximamente 100 g)

Hortelã 

Água q.b. 

Sal marinho q.b. 

  1. Coza a galinha ou frango, a cebola e o alho em água e sal marinho até estar cozida (pelo menos 1 hora).
  2. Adicione os legumes  e coza durante cerca de 15-20 minutos.
  3. Adicione a massa e coza por cerca de 5 minutos (como a massa ficará dentro do caldo, irá acabar de cozer depois de desligar o fogão).
  4. Junte a hortelã e sirva. 

Notas:

  • Nesta refeição é muito simples adaptar para as diferentes necessidades da família. No meu caso evito comer massas pois ainda estou em processo de perda de peso, portanto bastaria retirar a minha parte antes de adicionar a massa.

canja2

Espero que goste!